Viver o irreal como se fosse o Real

Em muitos momentos de nossas vidas vivemos um erro de percepção de quem Realmente somos. Acreditamos que somo o nosso Ego, com isso caímos na ilusão de viver o irreal como se fosse o Real.

Isso fica muito claro quando expressamos os seguintes pensamentos: “esse mês nem vi o dinheiro do meu pagamento”. “Ninguém me dá atenção, ninguém me ama”. “Sou pobre! Isso não me pertence”. Etc.

Esse erro básico de percepção é o responsável por todas as tragédias, guerras, fome, doenças e a pobreza no mundo. Toda a realidade que você vive hoje se baseia no sentido ilusório de quem Realmente é. Essa percepção errada da Realidade cria um distúrbio em todos os seus relacionamentos e no ambiente em que está inserido.

Suas crenças fundamentadas nessa percepção sabotam seus projetos de vida, sua saúde e o seu sucesso. Suas crenças e convicções de que esse mundo é uma guerra, uma luta, uma batalha criou o seu campo energético com uma força poderosa de atrair desgraças e sofrimentos.

Se o seu campo energético for formado pela ideia de carência e de falta, seja de dinheiro, reconhecimento ou amor, essa frequência se encarregará de trazer até você mais acontecimentos para reforçar essa sua verdade.

Para viver a prosperidade precisamos inverter os polos magnéticos de nossas vidas.

 

O sincronismo da terra com os outros planetas está em perfeita harmonia porque cada polo está no seu devido lugar. Se invertessem os polos magnéticos da terra teríamos um cataclismo global.

Segundo os especialistas, um campo magnético forte ajuda a proteger a terra das rajadas de radiação do Sol. Com um campo magnético fraco as partículas carregadas, bombardeando a atmosfera da Terra durante tempestades solares perfurariam buracos nela, e isto poderia ferir pessoas.

Assim também é a nossa vida, quando estamos com nosso campo energético em frequência baixa somos atacados, por doenças, pobreza e pela infelicidade.

Agimos dessa forma porque invertemos os polos de nossa existência. Colocamos como comandante central de nossas vidas o polo negativo (Ego) e o polo positivo (Eu Superior) deixamos em segundo plano. Com essa postura enfraquecemos nosso campo energético e somos atacados pelas tempestades da pobreza, da doença e da morte.

Estamos recebendo na mesma frequência em que emitimos.

 

A verdade é a seguinte: Aquilo que achamos que o mundo está nos tirando, é simplesmente pelo fato de não estarmos doando para o mundo. Esse nosso apego é porque acreditamos que somos pequenos, se doarmos nos fará falta.

Comece a inverter os polos, faça um experimento por uma semana e veja como sua realidade mudará: Comece a doar para as pessoas aquilo que você acredita que o mundo está te tirando – ajuda monetária, gratidão, elogio, atenção, manifestação de amor.

Tudo isso está a seu alcance, até a ajuda monetária se você olhar a sua volta perceberá que existe alguém com uma frequência mais baixa que a sua. Inverta os polos e coloque no comando o polo positivo (Eu Espiritual), logo começará a receber na mesma proporção em que estiver doando.

Viver o fluxo de saída, determinará o fluxo de entrada.

 

Essa Verdade já foi dita por um sábio da antiguidade: “Dai, e dar-se-vos-á”, essa é a lei segundo a qual o fluxo de saída determina o fluxo de entrada. Somos seres criados com uma mecha divina e a fonte de toda abundância já existe em nosso interior. A prosperidade é parte de quem Realmente somos.

Para que isso se torne parte concreta de nossa existência terrena precisamos fazer a inversão dos polos. Precisamos viver a nossa essência divina e começar a admitir e reconhecer a abundância em nossas vidas.

Veja a plenitude em que você está inserido. O ar que você respira, o sol que te aquece, a chuva, a noite de luar, o canto dos pássaros e o perfume das flores. Somente quando você reconhecer toda essa plenitude é que a prosperidade adormecida acordará.  

Nesse momento o que eu posso doar? Um sorriso? Um elogio? Um assento em um ônibus lotado? Uma carona de guarda-chuva? Esses pequenos atos já promove uma grande saída de energia, e assim você se torna um doador.

Sempre mantenha em sua mente a pergunta: O que eu posso doar? É esse padrão metal que vai inverter os polos e a abundância começará a manifestar em sua vida.

Em seu interior já existe a frequência do sucesso e da prosperidade.

 

Nessa caminhada nesse plano você se deixou influenciar pela mente coletiva, pela mídia em geral ou por seus educadores e assim aconteceu a inversão dos polos. Acredite que você é um ser divino, cocriador de sua história. Aos olhos do Ego o mundo parece injusto, mas existe uma Lei universal que coloca tudo em seu devido lugar.

Portanto, tanto a abundância quanto a escassez são reflexo de nosso interior que se manifestam como nossa realidade, validando assim, nossas crenças e convicções.

Um grande abraço e gratidão sempre.

Se gostou do artigo, partilhe sua opinião conosco na seção de comentários abaixo. Não deixe de compartilhar o link em suas redes sociais. 

Direitos autorais da imagem de capa: Pixabay

Viver o irreal como se fosse o Real
5 (100%) 3 votes

Receba Grátis o Ebook: Guia Prático Para Uma Vida Feliz

wilson Pereira Figueredo

Psicólogo e Psicoterapeuta Holístico com Especialização: Saúde mental e Tanatologia
Autor dos Livros: Escola da Vida… Caminho para a Felicidade – O Grande Encontro – Câncer… Por que Comigo?

Website: http://simplesmentehoje.com/

Deixe o seu comentário