Energia: a matéria-prima da vida

Sidarta (Buda) nasceu no ano de 560 aC e era filho de um rei do povo Sakhya que habitava a região da fronteira entre a Índia e o Nepal.

No palácio, a vida de Gautama era cercada de conforto e paz. Casou e teve um filho, mas vivia totalmente protegido de contato com o exterior, por ordem de seu pai. 

Uma tarde, fugindo dos portões do palácio, o jovem Gautama viu 3 coisas que iriam mudar sua vida: um ancião que, encurvado, não conseguia andar e se apoiava num bastão, um homem que agonizava em terríveis dores devido a uma doença interna, um cadáver envolvido num sudário de linho branco.

Voltando para o palácio, ele teve a quarta visão: um Sadhu, um eremita errante cujo rosto irradiava paz profunda e dignidade, que impressionou Gautama a tal ponto que ele decidiu renunciar à sua vida de comodidade e dedicar à busca da verdade.

Abandonando o palácio, ele seguiu de início a senda do ascetismo, jejuando até que se convenceu da inutilidade destas práticas, e continuou sua busca. Durante 7 anos esteve estudando com os filósofos da região e continuava insatisfeito.

Por fim, em uma de suas viagens, chegou a Bodh Gaya, onde encontrou uma enorme figueira e tomou a resolução de não sair de lá até ter alcançado a iluminação.

O vazio da matéria

Durante 49 dias ele permaneceu sentado à sobra da figueira, em profunda meditação, transcendendo todos os estágios da mente atingindo o verdadeiro despertar teve a seguinte revelação:

Não existe mundo material, com seus problemas, doenças e mortes! Tal mundo é uma ILUSÃO! Não tem autoria, não tem substância, não tem realidade!

Depois de mais de 2.500 anos a ciência também está chegando nessa conclusão. Segundo alguns físicos o estado sólido da matéria é uma ilusão. A matéria que conhecemos com os nossos cincos sentidos, aparentemente sólida é uma irrealidade.

Esse corpo que usamos como vestimenta, na verdade é constituído quase cem por cento de espaço vazio. A distância entre os átomos em nosso organismo, podemos comparar com a distância entre uma estrela e outra.

Esse nosso corpo humano formado pelos sistemas, cardiocirculatório, hematológico, metabólico, digestivo, endócrino, muscular, nervoso, reprodutivo, respiratório, imunológico, linfático, esquelético e urinário, na verdade não tem existência verdadeira. É uma ilusão.

Podemos fazer a seguinte análise: Os sistemas do corpo humano são constituídos de tecidos e órgão. Os tecidos e os órgãos do nosso corpo são formados por células. Essas células são feitas de moléculas. As moléculas são constituídas por átomos. Os átomos são formados por partículas subatômicas, que por sua vez são feitas de Energia.

A matéria prima do corpo humano é pura energia, somos um corpo energético.

 

Essa energia está sempre em movimento e em constante mudança. Buda despertou para essa verdade a mais de 2500 anos. Buda dizia para seus seguidores, “a forma é vazio, o vazio é forma”. Ou seja, tudo acontece no vazio quântico.

Portanto não somos feito de matéria, esse corpo físico é simplesmente uma forma da energia se manifestar. Quando se conscientizar que você não é um acúmulo de massa material, que é pura energia cósmica, a mesma matéria prima da lua, das estrelas e do sol, você dará um salto quântico para a evolução.

Assim sendo, através de sua mente você tem a capacidade de fazer essa energia se materializar em doença, ou saúde, pobreza ou riqueza, sucesso ou fracasso, alegria ou tristeza. Tudo é possível! Basta você focalizar a maior parte do seu tempo naquilo que você deseja.  

Um grande abraço e gratidão sempre.

Se esse artigo fez sentido para você, partilhe sua opinião conosco na seção de comentários abaixo. Compartilhe o link em suas redes sociais. 

Direitos autorais da imagem de capa: Pixabay

Energia: a matéria-prima da vida
5 (100%) 1 vote

Receba Grátis o Ebook: Guia Prático Para Uma Vida Feliz

wilson Pereira Figueredo

Psicólogo e Psicoterapeuta Holístico com Especialização: Saúde mental e Tanatologia
Autor dos Livros: Escola da Vida… Caminho para a Felicidade – O Grande Encontro – Câncer… Por que Comigo?

Website: http://simplesmentehoje.com/

Deixe o seu comentário